Redes sociais por celular

Pesquisas divulgadas nesta sexta(9), pela eMarketer e IDC nos EUA, apontam que o acesso/uso de redes sociais por meio de celulares impedem a “desconexão” destes usuários em relação aos seus afazeres. Ou melhor, ao trabalho.

Após ler isto, logo me identifiquei e resolvi postar aqui para ratificar a informação. Realmente, desde que passei a trabalhar com conteúdos para dispositivos móveis, não sei mais o que é me desligar. Mas, assim como retratam as pesquisas, isso não é nenhum martírio para nós – os “workaholics” do mundo móvel.

Segundo o IDC, 75% da população ativa usará internet móvel até 2013 e, parte dela, pensa em levar para suas férias algum dispositivo para se conectar com o seu local de trabalho. Já os dados da eMarketer revelam que, desde a crise econômica, 30% da população afirma não poder se desconectar do trabalho em nenhum momento e que este fato não se percebe como algo negativo.

Fonte: marketingdirecto.com

Anúncios

Nova pesquisa

O iab-Brasil (Interactive Advertising Bureau Brasil) divulgou nesta segunda, 21, novos indicadores da internet móvel no País. Por sinal, dados bastante positivos e interessantes.

Para citar alguns, já são 176,8 milhões de celulares (91,7 cel. por 100 habitantes), onde 82,5% são pré-pagos. A venda de smartphones no Brasil cresceu 15,1% em 2009. Do todal de aparelhos, 8,1 milhões de consumidores usam 3G.

14% dos usuários Classe A já possuem internet em seus dispositivos móveis. E, dentre os conteúdos mais acessados, os 10 primeiros são: redes sociais, música, esportes, jogos online, vídeos, lazer/entretenimento, páginas pessoais, chats/bate-papo, compras online e sites de operadoras de celular.

Para aqueles que acham que assistir vídeo por celular não é nada confortável, a pesquisa surpreende com a elevação do acesso de 65% em maio/2009 para 68%¨em dezembro/2009. Os vídeos e filmes são os destaques destes números, computando mais de 23 milhões de acessos em dezembro contra os mais de 20 milhões registrados em maio do mesmo ano.

Veja o relatório completo [.pdf]

Fonte: Mobilepedia

Adobe adere ao HTML5

Depois da guerra anunciada entre a Apple e a Adobe, esta, inteligentemente, resolveu abrir a guarda e adotar em alguns de seus conteúdos a linguagem HTML5.

Para isso, a Adobe se uniu à empresa Greystripe, especializada em aplicativos para dispositivos móveis, que irá criar uma aplicação que vai converter os conteúdos de flash para HTML5. O que isso significa? Com isso os usuários fanáticos pela “maçã” vão poder enxergar em seus iPads, iPods Touch e iPhone, todos os tipos de conteúdo, inclusive com flash.

Ponto para a Adobe que percebeu que iria perder clientes para a Apple, que vem ampliando mercado com seus novos brinquedinhos.

TV no iPhone

Hoje li que os dispositivos da Apple – iPhone, iPod Touch e iPad – ganharam um receptor de TV digital. A novidade foi anunciada nesta terça (8), pela empresa brasileira EUTV, que apresentou o Tivizen.
Com preço inicial de R$ 499, o aparato é comercializado nos sites Magazine Luíza, Walmart e Ponto Frio. Para ter acesso, o usuário precisará instalar o aplicativo (app) gratuito disponível na store da Apple. Ainda, segundo anunciado, a próxima fase do lançamento irá englobar o BlackBerry e o Android.

Beleza! Mas, as desvantagens: é mais um equipamento para carregar na bolsa, que é mais ou menos do tamanho do iPhone, além do tempo de uso da bateria que, com certeza ficará reduzido. Por sinal, o desenvolvedor garante que a bateria do iPhone ficará viva por quatro horas.

Mas, ainda há outra questão: o receptor tem um raio de alcance de 50 metros. Além de ser mais um trambolho eletrônico para levar, creio que irá restringir a mobilidade. Teremos que parar para prestar atenção no que iremos assistir.

Sexto sentido

O “futuro” em teste:


A quarta tela

Vídeo exibido ontem em curso online, que indico:

Imagens 3D

A Sharp anunciou hoje o lançamento da primeira câmera 3D para dispositivos móveis. Com isso, em breve estaremos assistindo, pelo celular, filmes como “Alice no País…”, com efeitos tridimensionais. 

O módulo desenvolvido pela Sharp captura imagens em três dimensões e vídeos com resolução de até 720p. A empresa  anuncia que ele incorpora funções de processamento de imagens incluindo processo de sincronização de cores e timing, para unir dados capturados pelas duas lentes em uma foto 3D.

Os primeiros protótipos serão repassados aos fabricantes de celulares até julho.

Agora é saber quem vai chegar primeiro junto à Sharp.