Aplicativo que vale a pena instalar

Adoro ideias criativas! É o caso da solução encontrada pela Cigam, empresa que trabalha com softwares para gestão. Lançado no último dia 21, o app free Cigam Boletos captura as informações de boletos bancários e ainda auxilia o usuário a gerenciar seus pagamentos.

Com o app é possível ler e capturar o código de barras, exibir informações do boleto, listá-los, ter controle de pago/não pago, compartilhar informações com seu PC (Windows ou Mac), enviar por e-mail, ordenar por vencimento ou captura e, ainda, possui suporte para Retina Display.

Para quem realiza pagamentos via internet bancking, é essencial. Já baixei o meu! 😉

Smartphones congestionam redes de dados para celulares

por Robert Evand [Agência Reuters]

Os smartphones estão provocando um sério congestionamento nas redes mundiais de dados para aparelhos móveis e os governos precisam agir rapidamente para garantir o crescimento da banda larga sem fio, afirmou o chefe da União Internacional de Telecomunicações (UIT), nesta sexta-feira.

Aparelhos como o iPhone da Apple consomem cinco vezes mais dados que celulares tradicionais, reduzindo a capacidade da banda de atender os usuários em muitos locais, disse o secretário-geral da UIT, Hamadoun Toure.

Embora operadoras tenham investido bilhões para modernizar e ampliar a capacidade, assim como a performance das redes, há congestionamentos de dados em Nova York, Londres, San Francisco e outros locais.

"Ainda vemos usuários frustrados por terem que enfrentar problemas sérios com indisponibilidade das redes", afirmou Toure em um comunicado, reinvindicando maior planejamento nacional.

O número de smartphones em uso mundialmente deve chegar a 2 bilhões em 2015, sendo que hoje já operam 500 milhões deles, de acordo com a UIT, agência norte-americana sediada em Genebra.

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, anunciou planos de expandir a Internet sem fio de alta velocidade para 98 por cento dos norte-americanos e liberar mais espaço nos espectros das redes sem fio durante a próxima década.

Segundo dados do UIT, somente 98 países têm planos para a questão da banda larga, embora 90 por cento do mundo já tenha algum tipo de sinal para aparelhos móveis,

Por enquanto, as operadoras estão lidando com o problema penalizando usuários que consomem muita banda, entre outras medidas, afirmou o UIT.

Salvador tem maior número de celulares por habitantes do Brasil

O Brasil terminou o ano de 2010 com um total de 202,94 milhões de telefones celulares, o que representa um crescimento de 16,66% em relação a 2009. Os dados foram divulgados hoje pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). O último balanço, divulgado em novembro, indicava que o País tinha 197,53 milhões de linhas ativas.

Os números de hoje comprovam que a "teledensidade" avança cada vez mais. Em novembro, havia uma média de 101,96 celulares para cada grupo de cem habitantes. Em dezembro, o índice saltou para 104,68 celulares. São 16 os Estados que efetivamente têm mais de um celular por habitante: Amapá, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Pernambuco, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo e Tocantins. A área de registro "71", da região de Salvador (BA), é a que lidera o ranking de densidade, com 155,51 celulares para cada cem habitantes.

Durante todo o ano passado, o País colocou em operação um total de 28.984.665 novos celulares. Este é o segundo maior número absoluto de novas habilitações nos últimos 11 anos, perdendo apenas para 2008, quando o Brasil ganhou 29.661.300 celulares. Em dezembro do ano passado, ocorreram 5.410.047 novas habilitações, o que representa um crescimento de 2,74% em relação a novembro.

Do total de telefones móveis em operação, uma parcela de 82,34% era formada por pré-pagos em dezembro, ou seja, 167.097.347 celulares. Os pós-pagos respondiam pela parcela restante, de 17,66%.

A Anatel divulgou também o cenário de divisão de mercado entre as operadoras. A Vivo ficou em primeiro lugar, com 29,71% de participação; seguida pela Claro, com 25,44%; e com a TIM na terceira posição, com 25,14%. Depois aparecem Oi (19,35%), CTBC (0,3%), Sercomtel (0,04%) e Unicel (0,01%).

Fonte: Agência Estado

Celular que só faz ligações?!

É isso! Em plena fase de aplicativos, tecnologias 3G e 4G, celulares cada vez mais computadores, uma empresa holandesa lança um celular que só faz ligações.

O John’s Phone, que custa em média 69,95 euros (mais ou menos R$ 165), foi anunciado como um celular feito para crianças e tecnofóbicos. Preferia que anunciassem como apenas para estes últimos. Pense comigo: as novas gerações (crianças) já nascem na e com a tecnologia. Se levarmos em consideração a questão da segurança e permissão dada a estes usuários mirins, vale o lançamento deste aparelho com foco neste público. Senão for por tal motivo, não enxergo as crianças como público-alvo deste dispositivo.

Dentre as vantagens anunciadas do John’s Phone estão a bateria, que dura três semanas, e seu manual, que se resume a uma página. Além destas, o usuário tem possibilidade de gravar até 10 números no speed dial.

Agora, admito que, apesar de ser amante da parafernália high-tech, fiquei saudosista e desejando um. 😉

Brasil já possui 191,4 milhões de linhas de celulares

Dos 189,4 milhões registrados em agosto, passamos a 191,4 milhões em setembro. Os dados da Anatel indicam um crescimento mensal de 1,1%, 2 pontos percentuais menor que em agosto (1,3%). Um percentual aparentemente irrisório, se o analisamos isoladamente. No comparativo com meses anteriores, a curva de crescimento o torna significativo.

Com estes últimos dados, a densidade atual é de 98,98 cel./100 hab. A estimativa é que se alcance 100/100 no próximo mês. Caso fossem considerados os acessos Nextel, este número já teria ultrapassado, informa a Anatel. O Brasil é o único país que não inclui os acessos móveis da Nextel no seu total de celulares, por tratá-lo como Serviço Móvel Especializado – SME (Trunking) e não como Serviço Móvel Pessoal – SMP.

O maior crescimento em densidade em setembro foi observado no Maranhão (2,31%), Roraima (2,26%), Piauí (2,25%), Amapá (2,22%) e Rondônia (2,15%).

O percentual de prépago passou de 82,20% para 82,14%. A queda ainda é irrisória. Espero poder ver, em pouco tempo, uma inversão em relação à quantidade de pós-pagos.

Panorama sobre uso dos celulares na AL

Reproduzo aqui o ótimo material publicado no Celularis.com [em espanhol]
Neste material iremos encontrar um panorama sobre o uso dos celulares na América Latina (AL), tendo o Brasil um papel importante.

De acordo com o artigo, a AL é um mercado atraente para o ramo dos celulares, onde a penetração alcança 89%, quase superando os EUA. As conexões naquela região passam dos 500 millhões (de uma população de 589 mi), o que representa 89 aparelhos para cada 100 habitantes.

Sobre a Internet móvel, a autora descreve três razões para justificar a baixa penetração:

1. falta de redes móveis de alta velocidade;
2. a pouca quantidade de telefones compatíveis com estes serviços e
3. preços acessíveis para o uso ilimitado dos serviços web.

Espera-se que até o final de 2010 a aquisição de smartphones chegue a 8.6%; o que pode maximizar o acesso à Internet por meio destes dispositivos.

Em relação ao que fazem os usuários com seus celulares, os sites mais acessados são Google, Facebook, Microsoft Live e YouTube, nesta ordem. No Brasil, o Orkut ainda está entre os mais acessados.

Das marcas: a maioria tem aparelhos Nokia e Sony Ericsson.

Íntegra do texto: Estadísticas del uso de los móviles en América Latina

Telecomunicações

Nas pesquisas realizadas hoje, encontrei uma área no site da Teleco onde estão várias publicações de Trabalhos de Conclusão de Cursos (TCC) sobre telecomunicações. A subseção Telefonia Celular conta com 98 trabalhos publicados.

Além do material já disponível, o site permite novas colaborações. Vale conferir!

Seção Tutoriais